Seguimos vôo, livre, escolha feita, ao Um! CoraçãoLuz indica o caminho. Vamos!

Salve, Viajantes!

2 de abr de 2009


Tempos de viver

O novo te é dado a cada dia, mas a capacidade para vivê-lo dependerá sempre de ti.
O tempo presente é o tempo do coração.
Deixa-te viver e saberás que o teu aprendizado sempre estará imerso onde o novo habita.
Há algo que acontece com a mente quando o tempo é vivido de uma forma igual:
ela simplesmente deixa de registrá-lo,
pois já o sabe.
Dá-se, então, a impressão de que o tempo passa rápido demais e a vida percorre, quase que desapercebida, com esta rapidez...
O tempo, muitas vezes, é perdido na mesmice, em hábitos que se opõem a inovações, simplesmente para garantir uma aparente segurança: a permanência do conhecido, do seguro, do estático.
Põe teu ser em movimento.
Permite dar tempo em tuas manhãs para sentires o silêncio dos primeiros raios de luz; toma um banho frio; o café na varanda; um novo livro...
Recebe o dia como ele se apresenta para ti.
Viver o tempo que te é dado é um presente.
Tempo vivido é vida que se apreende no coração sob a forma de conhecimento, de realização, de bons humores fluindo em teu riso.
Quando nos focamos no presente, a maior parte das necessidades que temos desaparecem.
Pois a maioria das coisas que pensamos necessitar, cumprem apenas o papel de preencher o grande vazio que o caminho
já sabido nos deixa.
Lembra-te disso diariamente e sente,
sente que teu ser desperta quando dás o momento presente para ele usufruir.
Desta forma, o tempo será teu e a vida
já não passará desapercebida.

mensagem extraída do site www.paz.com.br

Um comentário:

Lucia Campos virtual disse...

Isso mesmo, amiga! Gostei ...